Blog oficial

Blog oficial

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Reveillon na Paulista, explicação sobre o ocorrido.

Olá pessoas, estou estreando o meu primeiro post do ano. Notaram a mudança no blog, pois é quis deixá-lo com uma cara diferente para esse novo ano, aliás, essa nova década só de lembrar que no inicio da década passada eu tinha 10 anos e tinha acabado de mudar de cidade era como tivesse ganhado uma nova vida. Bom, tenho vários fatos e esclarecimentos pra dizer pra vocês. Primeiro vou contar como foi a minha virada de ano.

Passei o reveillon na Paulista, onde muitos visitantes e turistas passam todos os anos. Na verdade eu nem ia passar lá, mas um amigo me chamou pra não passar o ano novo naquela mesmice então resolvi ir com ele. Teve muitos shows, mas o que eu mais queria assistir eu perdi, que foi o show da Pitty que desde o final de 2006 que eu não a vejo. Cheguei lá umas 21:30 ou seja bem na hora que o show dela havia terminado, mas pude assistir shows de artistas muito conhecidos no Brasil como: Maria Rita, Dudu Nobre, Edson e Hudson, KLB, Martinho da Vila e de uma escola de samba que eu esqueci o nome. Estava garoando o tempo todo e eu tinha que ficar indo toda hora pra debaixo da coberta, mas ri muito com meu colega e tirei poucas fotos.

Agora eu vou contar o que muitos queriam saber que aconteceu comigo nesse sábado. Em fim, de um tempo pra cá eu estou com uma mania muito ruim de ficar saindo para baladas de todos os lugares e nesse fim de semana eu saí mais uma vez, logo no inicio da noite já não estava dando muito certo. Nós inventamos de irmos para um lugar que fica na Zona Leste um dos lugares mais perigosos de São Paulo, chegamos lá só estávamos com o endereço do lugar, mas não sabíamos exatamente como chegar e perguntamos para uma galera que também estava indo pra lá. Eles nos informaram que era um pouquinho longe e mesmo estranhando muito o lugar que era um pouco escuro e vazio, tava na cara que era muito arriscado nós andando por ali. No meio do caminho meu amigo que estava me acompanhando avistou uns caras enfrentado alguns garis que estava recolhendo os lixos do local, porque já era mais de meia noite e em São Paulo eles costumam fazer esse serviço de madrugada. Derrepente do nada se aproximou um gari desesperado se escondendo perto dos matos e é claro nós ficamos desesperados, e na hora voltamos correndo e nos escondemos na entrada de um motel que tinha no meio do caminho. Tinha um casal que estava pagando a entrada que começaram a rir da nossa cara, dizendo pra moça da entrada que pelo jeito era melhor ela ir logo porque nós parecíamos bem apressados, ou seja ele deve ter pensado que nós íamos fazer alguma coisa Aff rsrs. Depois vimos que eles já tinham passado e eu e meu colega decidimos voltar e deixar as pessoas que estavam nos acompanhado irem, pois já tínhamos estranhado o loca e depois disso é óbvio que desistimos e voltamos. Sorte que o trólebus que vai para outra balada que temos costume de ir funciona até as 01h40min da madrugada, pegamos o trólebus e fomos.

Agora é hora mais difícil, chegamos lá estávamos muito aliviados como se estivéssemos no paraíso se comparando ao outro lugar terrível que acabamos de voltar. Esse meu colega tem costume de exagerar um pouco na bebida, e eu como estava acompanhado resolvi mandar ver na bebida também. Já estava meio tonto e a única coisa que eu me lembro é que eu fui correndo pro banheiro e senti um dor muito forte no meu pipi que não vou falar de outro jeito se não vão me chamar de vulgar. Na porta do banheiro tem um espelho e uma torneira para o pessoal lavar a mão assim que sair, quando fui lavar minhas mão e olhei. Estava toda suja de sangue, daí eu pensei meu deus o que esta acontecendo. Entrei no banheiro meio tonto e com a vista um pouco escura e olhei para a minha calça estava toda suja de sangue. Olhei para dentro da calça e vi que era o meu pipi que estava machucado e espirrou sangue para todo lado, no vazo, na mão, no chão. Depois eu consegi estancar o sangue e joguei aguá diversas vezes na calça pra ver se saia aquelas machas e nada de sair, foi horrível dava pra sentir o cheiro do meu próprio sangue parecia que eu estava morrendo. E fui procurar meu colega e falei o que havia acontecido, daí ele disse pra eu ir embora correndo e ir pro médico e parecia que ele nem se importou de me levar pelo menos até a estação. Fiquei muito chateado com ele, pois poderia desmaiar a qualquer momento. Mas segui a diante e cheguei na estação as pessoas me olhavam com uma cara de que parecia que eu tinha sido esfaqueado ou até mesmo matado alguém, chegaram até perguntar se eu queria que chamasse a ambulância.

Mas mesmo assim consegui chegar em casa, quando cheguei a primeira coisa que eu fiz foi tentar lavar a calça para que minha mãe não visse. Mas foi impossível o sangue não saia de jeito nenhum, então desisti de lavar e fui dormir. No outro dia dormi até as 14h00 porque ainda estava doendo muito e quando acordei escutei minha mãe comentando com alguém, ai foi aquele inferno mas também eu não abri a boca e ignorei todo mundo como se nada tivesse acontecido. Hoje faz dois dias do ocorrido e eu ainda nem fui ao médico pra ver o que realmente aconteceu, não estou trabalho e não tenho convenio então não sei como vou fazer pra poder passar em um urologista. Mas graças a Deus parou de doer e decidi que daqui pra frente vou me valorizar e nunca mais me embebedar, pois isso não vale à pena, essas coisas acontecem para que possamos amadurecer com os nossos próprios erros. Poderia ter sido uma coisa bem pior, mas dessa vez eu estou me recuperando, imagine se fosse uma doença grave que nunca mais fosse curar. Todos meus amigos me deram muitos conselhos e agora é fato que vou parar de ficar aprontando por ai, agradeço a todos que me ajudaram nesse momento tão horrível que eu quero passar uma borracha pra sempre no que aconteceu.

Foi a primeira vez que passei a virada na Paulista.A parte mais difícil foi na hora de ir embora, a estação estava lotada.

Nesse sabádo gravei o meu 8º episódio do reality mostrando muitos videos que eu nunca havia públicado.
Clique Aqui para assistir
Em um deles eu estou sendo entrevistado pela a minha amiga Brunna e imitando o bob esponja na sala de aula, quando eu estava no 2º colegial.
No final eu faço uma pequena homenagem para a minha cadela que se foi Adrenalina.
Também fiz uma mini entrevista para um blog chamado Festa do Oscar.
Clique aqui para ler a entrevista.

8 comentários:

Anônimo disse...

Vivendo e aprendendo, né? Da próxima vez não exagera na bebida, e outra. Mesmo que já parou de doer, é melhor ir no médico só pra garantir. Se cuida cara

Anônimo disse...

Nossa, que bafão! Como isso aconteceu? Explique-se melhor.

Anônimo disse...

HAHAHAHAHA ISSO É CASTIGO DE DEUS MLK,SEU PINTO VAI CAIR,BOIOLA,TODO HOMOSSEXUAL TEM QUE SE FUDER,SEU PINTO VAI CAIR! OUÇA O QUE TO TE FALANDO,AINDA DA TEMPO DE VIRAR MACHO!

Anônimo disse...

Não se preuocupa colega, foi menstruação, seu pinto não vai cair! Agora a senhora já se tornou uma menina-moça! Parabéns!!!

Bunda no peito disse...

Esse lídio me lembra vários daqueles ex-BBB, que tiveram aquele momento de fama e depois sumiram, só que na verdade estavam no mundo das sub-sub-sub-celebridades tentando retardar o inevitável esquecimento aparecendo em programas C e/ou estrelando momentos toscos e bizarros. E negócio é aguentar a marra mesmo... é a inclusão digital também...

aline disse...

fiqei assustada, mas porfavor nao deixe de ir ao medico e vc precisa contar para sua mãe para ela lhe ajudar.
um conselho: nao ande mais com esse seu colega, ele é ma influencia alem de nao ser seu amigo.

Anônimo disse...

Só pra constar, a "nova década" não começou esse ano, começa em 2011. fikdik

João disse...

Lidio,o que que voce fez com seu pipi para sangrar tanto? tem certeza que foi o pipi? Não foi o popo não?